(Foto: http://www.flickr.com/photos/zachstern/)

A gestora de fundos Inseed Investimentos anunciou hoje a criação do “FIP Inseed FIMA – Fundo de Inovação em Meio Ambiente”, um fundo que nasce com R$ 150 milhões de capital comprometido e é destinado ao segmento de inovação em tecnologias relacionada ao meio ambiente no Brasil. O valor foi captado junto a investidores como o BNDES, fundos de pensão e investidores institucionais. Segundo a Inseed, existe a possibilidade de chegar ao valor de R$ 200 milhões.

Em comunicado divulgado, a gestora afirma que a perspectiva é fazer aporte de capital em 20 empresas do setor de tecnologias limpas. Para receber o aporte, será preciso faturamento anual de até R$ 20 milhões e ter um negócio relacionado com a “promoção da sustentabilidade e a redução do impacto ambiental”. As startups terão que incorporar invações em suas tecnologias, produtos e processos.

“Após o investimento, a Inseed participará do dia-a-dia dessas empresas por meio de consultoria na gestão, no desenvolvimento e busca de oportunidades de crescimento do negócio”, diz o comunicado. A gestora afirma que já está analisando 200 iniciativas.

A estratégia do novo fundo comtemplará três eixos de investimento: as soluções ambientais, as tecnologias avançadas e os nodos modelos. Isso inclui tecnologias de gestão e recuperação de resíduos sólidos, reuso e tratamento da água, construções verdes, agropecuária sustentável, serviços de logística e mobilidade urbana e eco-franquias, entre outras áreas.

A Inseed é especializada em investimentos em empresas inovadoras em estágios iniciais de desenvolvimento e com potencial de crescimento em escala. Entre as iniciativas prévias da gestora estão a cogestão do Fundo Criatec, que investiu em 36 empresas.