Ufa! Ontem foi um dia bastante intenso não apenas para mim – acho que vocês acompanharam nossas coberturas – mas também para o ecossistema de startups. Dois grandes eventos aconteceram no Rio: o IBM SmartCamp e o Demo Day 21212. Estive em ambos, acompanhei tudo, e trago agora um resumo breve para vocês sobre o evento da aceleradora carioca.

Claro, a gente conversou com um monte de gente por lá, inclusive com as aceleradas da 21212. Vamos trazer tudo isso para vocês na semana que vem, mas aqui dou uma breve síntese dessas apresentações que rolaram ontem.

O evento da 21212, de fato, estava muito bem organizado. E muito cheio! O jet-set do empreendedorismo nacional, sem sombra de dúvidas. Muitas figurinhas carimbadas do meio startupeiro circulavam por lá. O que mais me impressionou foi a maturidade das startups em suas apresentações: todas com muitas perspectivas de crescimento e dominando com maestria e fôlego os segmentos nos quais atuam. O otimismo não é à toa: na “rádio corredor”, eram só elogios ao que foi apresentado.

Só fui embora (à francesa, risos) porque realmente estava cansada depois de uma bateria de entrevistas, mas o happy hour estava rolando na maior animação, bate-papo, networking, comes e bebes.

Vejam, abaixo, uma pequena síntese das startups que se apresentaram no Demo Day da 21212.

Zero Paper: sistema de gerenciamento financeiro para pequenas empresas com 80 mil usuários e R$ 20 bilhões em receitas geridas por meio da plataforma

zeropaper

Memed: plataforma para médicos e pacientes anunciou que está na sua primeira rodada de investimento – vêm boas e grandes novidades por aí!

memed

Reserva: essa startup de assinaturas de vinhos gerou receita de R$ 1 milhão em 14 meses. Hoje, o ticket médio por cliente é de R$ 2.100 ao ano

reserva

WeDoLogos: marketplace de outsourcing digital com 12 mil clientes; já gerou mais de R$ 3 milhões em renda para a comunidade e acumula faturamento de R$ 6 milhões

wedologos

Aentropico: Essa startup participante do programa Startup Brasil, e que eu entrevistei recentemente (leia, é bem legal!), anunciou que gerou US$ 100 mil em receita e investimentos em 2012.

aentropico

Monograme: loja de camisetas low profile elegantes e a baixo custo está levantando um investimento de R$ 500 mil para aplicar na criação, desenvolvimento e produção de novos produtos

monograme

Instaquadros: Como o nome diz, transforma imagens favoritas em quadros – e foca, agora, na aquisição de clientes em estratégias definidas: mobile, marketplace, parcerias e white label

instaquadros

GoBooks: primeira locadora on-line de livros de papel no Brasil. Hoje, cada usuário gera um ticket médio de R$ 98

gobooks