Após terem adquirido participação em não uma, mas quatro startups que venceram o desafio em 2011 (Urbanizo, MeuCarrinho, AnuncieLá e Hotmart – além da Resolva.me, comprada mais tarde, e outras diversas compradas anteriormente), o Buscapé redesenhou sua competição de M&A. As inscrições vão até 30 de agosto e a startup, ou as startups que vencerem o desafio vão receber, teoricamente, R$ 300 mil em troca de teoricamente 30% de participação societária para o grupo de e-commerce.

Digo teoricamente pois a ideia da companhia é investir em startups que tenham um valor de mercado previsto em R$ 1 milhão de reais, mas as negociações podem variar. Esta edição traz alguns requisitos e procedimentos diferentes para inscrição e concorrência.

Como já adiantamos em maio, o Buscapé não vai aceitar Planos de Negócio no ato de inscrição, mas vai exigir respostas a uma série de perguntas que estão disponíveis no site suaideiavale1milhao.com.br. O Plano de Negócio será cobrado apenas dos finalistas, que também deverão entregar protótipo ao final do processo.

Além de ser necessário responder ao questionário, os empreendedores deverão submeter um vídeo apresentando a equipe ou o produto. “Isso é fundamental, pois não conhecemos todo mundo e o vídeo aproxima as pessoas”, justifica Ayrton.

Confira o regulamento Sua ideia vale 1 milhão e ainda as dicas do Buscapé para as startups que querem vencer o desafio.