Empreendedores de uma startup sediada em São Paulo, com atuação em soluções para pequenas e médias empresas (B2SMBs), resolveram inovar na hora de recrutar um programador para seu negócio, transformando o tradicional processo de seleção de currículos e entrevistas em um empolgante desafio envolvendo 4 etapas eliminatórias.

Com essa iniciativa a startup deseja promover algo desafiante, divertido e recompensador, em sintonia com os seus valores.

O destaque dessa nova maneira de contratar ocorre na terceira etapa, onde os melhores candidatos que passarem pelas fases anteriores, enfrentarão entre si, um desafio de programação, cujo o principal objetivo, é provarem suas habilidades em escrita de código e raciocínio lógico para resolver problemas e propor soluções frente a uma banca de avaliadores.

O modelo do desafio foi inspirado no filme “The Social Network” (Columbia Pictures, 2010), dirigido por David Fincher e ganhador de 3 Oscar. O longa retrata a história do nascimento da maior rede social do mundo, o Facebook, onde na ocasião, os jovens fundadores e estudantes de Harvard, organizaram um desafio entre os candidatos a uma vaga de programador na startup, regadas a situações de pressão e ambientalmente adversas.

No caso da startup brasileira, que divulgará seu nome somente ao decorrer das etapas para despertar o interesse e preservar a qualidade do processo seletivo, os 3 candidatos que mais se destacarem no desafio de programação passarão para a quarta e última etapa, no qual serão entrevistados pelos fundadores da empresa e seus conselheiros.

O então vencedor desse processo seletivo, irá trabalhar na startup, com salário inicial estimado em até 5 mil reais mais benefícios e opção futura de stock option (isto é, podendo se tornar um sócio da empresa).